Ouça aqui a

Agricultor mata genro com um tiro na cabeça em Campo Florido
23/06/2013 00:30:07

Uma discussão familiar acabou em morte na cidade de Campo Florido, a 73 quilômetros de Uberaba, na madrugada de ontem. O agricultor José Bernardes dos Santos, de 63 anos, pai de uma vereadora daquela cidade, atirou na cabeça do genro, o também agricultor, Ademir Sinatra Marques, de 45 anos. Segundo testemunhas, José Bernardes matou o genro para evitar uma tragédia. Ele fugiu logo após cometer o homicídio.

Segundo a Polícia Militar (PM) daquela cidade, por volta de 1h da madrugada de ontem, no assentamento Santo Inácio Ranchinho, testemunhas relataram que o agricultor Ademir Sinatra Marques chegou ao local muito alterado, discutindo com todos que estavam na casa. Ademir teria ficado a noite anterior fazendo uso de bebida alcoólica e chegou a discutir e tentar agredir a esposa dele, a vereadora Divina Manoela dos Santos, 37 anos, sendo impedido pelo filho do casal, o servidor geral, Claudinei Francisco Santos Marques, de 18 anos.

Após ameaçar todos na residência, segundo testemunhas, Ademir saiu dizendo que iria buscar uma arma para matar o filho. Minutos depois, ele retornou com os faróis do carro apagados e desceu do veículo na entrada do sítio localizado no assentamento. Ao chegar à porteira, Ademir começou a discutir com o sogro, o também agricultor José Bernardes dos Santos. Em dado momento, Ademir retirou uma faca da cintura e tentou entrar na casa, mas foi impedido pelo sogro, que sacou de um revólver calibre 38, apontou para a cabeça de Ademir e disparou um tiro. 

A vítima caiu perto da porteira. Após vê-lo ao chão, José Bernardes retirou o corpo para um lado e fugiu em um veículo VW Gol, cor preta. A vereadora confirmou a versão das testemunhas e ainda disse que foi mordida por Ademir, no braço, e só não foi mais agredida porque o filho dela interveio.

O agricultor Ademir Sinatra Marques chegou a ser levado até o posto de saúde de Campo Florido, porém chegou sem vida ao local.

Até o fechamento desta edição, o acusado de homicídio, José Bernardes dos Santos, não havia sido localizado.

A perícia técnica da Polícia Civil esteve no local realizando imagens para futuro laudo pericial. O corpo do agricultor passou por necropsia e foi liberado para velório e sepultamento. O inquérito policial vai tramitar na 5ª Delegacia de Polícia Civil em Conceição das Alagoas (MG).


Comentar